Seguro de Viagem na Europa é obrigatório

Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil.


Assim como o passaporte válido, passagem de volta e comprovante de hospedagem, o seguro viagem Itália é uma exigência das autoridades locais para entrar no país. É importante que o seguro seja válido durante todo o período de permanência no país e que atenda ao requisito do Espaço Schengen.


Quais as coberturas obrigatórias?


É preciso que seu seguro viagem ofereça uma cobertura de despesas médicas e hospitalares, igual ou maior que 30 mil euros. Este é o valor mínimo, mas se possível o viajante pode contratar um plano ainda mais robusto, a depender das suas necessidades.


A norma do Espaço Schengen é válida para os 26 países que integram este acordo, criado em 1985 para facilitar o fluxo de viajantes e residentes entre eles.


Como funciona o seguro viagem?


Na prática, ele reúne coberturas relacionadas a cuidados médicos de urgência e emergência e outras assistências que minimizam imprevistos gerais.

Para escolher o melhor seguro, analise:

  1. Os tipos de cobertura previstos na apólice;

  2. Os valores de reembolso de cada um destes itens;

  3. A credibilidade da seguradora no mercado;

  4. O custo-benefício do plano, para ajustá-lo ao seu orçamento de viagem.

Cdam substitui a necessidade de seguro viagem para Itália?


Não substitui. Em poucas palavras, o IB2 é um Certificado de Direito à Assistência Médica que garante aos brasileiros o acesso ao sistema público de saúde da Itália, com um atendimento idêntico ao de qualquer cidadão italiano.


Na prática, não garante acesso gratuito, mas o acesso em condições idênticas a um italiano.


Mas por quê o IB2 não substitui o seguro viagem Itália?


Primeiramente, por não cobrir despesas essenciais como traslado de corpo (Itália para Brasil) ou indenizações por morte acidental, ou invalidez. Para se ter ideia, o transporte de corpo para o Brasil, que é de total responsabilidade dos familiares, pode passar dos 30 mil euros facilmente.


Outro ponto muito importante é que o IB2 não oferece nenhuma assistência diante de imprevistos de viagem, como seguro por extravio de bagagem, reembolso de gastos caso as malas cheguem atrasadas, cancelamento de voo, auxílio em caso de perda de documentos e muitos outros.


Além disso, vale considerar que o IB2 garante o acesso apenas ao sistema público de saúde da Itália, nas mesmas condições que um residente local. O atendimento particular não é incluído.


Inclusive, o próprio Ministério da Saúde no Brasil afirma em sua página que o IB2 não substitui o seguro viagem Itália. Por isso, não viaje sem esta proteção!


Como escolher e contratar um seguro viagem?


Pesquise online, verifique os preços, as coberturas, solicite contato e peça para ver o contrato. Um opção caso você tenha dúvidas é contratar um advogado brasileiro que seja bilíngue (PT-IT) e resida na Itália para te auxiliar com essa documentação levando em consideração sua importância.


Se você tem mais dúvidas e necessita de ajuda, comente neste post!


Extravio de bagagem, reembolso de gastos caso as malas cheguem atrasadas, cancelamento de voo, auxílio em caso de perda de documentos, translado de corpo em caso de morte, assistência médica na Itália... tudo isso pode ser facilmente resolvido com um SEGURO DE VIAGEM!

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo